Dissipador de calor: Parte da refrigeração do seu micro

O vídeo abaixo foi adicionado ao artigo porém possui informações diferentes, o vídeo é apenas um adicional ao artigo. É recomendado ver o vídeo e também ler o artigo.

Dissipadores de calor podem ser encontrados em diversas partes de um computador, como, placa-mãe, processador, memória, fonte de energia, placa de vídeo, entre outras placas diversas.

Os dissipadores de calor são de extrema importância, pois ajudam na refrigeração de componentes eletrônicos que são de grande importância para que o micro funcione corretamente. Sem dissipadores de calor tais dispositivos super-aqueceriam, causando problemas de desempenho, travamentos ou até mesmo dano total a certas partes do micro, o que te faria gastar algum dinheiro com o concerto ou substituição do equipamento (lembre-se disso antes de utilizar um micro sem uma boa refrigeração)

Como eles funcionam

Dissipadores são peças metálicas as quais ajudam a dispersar o calor de um componente ao qual ele está em contato.

Imagine uma panela de água no fogo. O fogo é o componente gerador de calor, e a panela com água são o dissipador. Imagine esta panela com 100 ml de água, o que acontece? A água ferve e evapora rapidamente. Agora imagine esta mesma panela, agora com 1 litro de água, o que acontece é que com a maior quantidade de água, o calor levará mais tempo para aquecer a água (se dissipar por ela), fazendo com que a água leve muito mais tempo para ferver, pois como a quantidade de água é maior, o calor tem um “corpo” maior para se “dissipar”.

Super-aquecendo

Ainda utilizando o exemplo acima, se você deixar 100 ml de água no fogo por 3 minutos e colocar a mão na água fervendo, sua mão será queimada, o que vai te impedir de fazer certas coisas.

Mas, se você deixar 1 litro de água na mesma panela, por 3 minutos, ao colocar sua mão na água ela não estará fervendo, e a temperatura será suportável (é só um exemplo, não tente fazer).

O mesmo acontece com os componentes de um micro. Caso a dissipação de calor não seja adequada, o componente será danificado.

Dissipadores passivos X Dissipadores ativos

Dissipadores passivos: São peças metálicas que trabalham sozinhas, não tendo coolers (aqueles pequenos ventiladores existentes em qualquer micro hoje em dia). Eles são utilizados em componentes que geral pouco calor, assim não exigem grande dissipação do mesmo.

São encontrados em componentes como chipsets (north bridge e south bridge – ponte norte e  ponte sul – respectivamente), placas de vídeo de baixo desempenho, placas de áudio e etc.

Dissipadores North bridge e South bridge
Na foto acima podemos observar os dissipadores dos chipsets north bridge (maior) e south bridge (menor). A diferença de tamanho entre os dois se deve ao fato de que nesta placa-mãe o north-bridge gera mais calor que o south-bridge, por isso seu dissipador é maior.

Dissipadores ativos: Fisicamente, podem ser exatamente como os dissipadores passivos, porém, os ativos trabalham em conjunto com coolers, que ventilam o corpo do dissipador, permitindo uma refrigeração muito maior. Devido a isto são utilizados em componentes que geram grande quantidade de calor, que obviamente necessitam de uma refrigeração maior.

São encontrados em processadores, placas de vídeo de alto desempenho, chipsets (no caso de placas-mãe overclocadas)

Design: Visual ou funcional?

Pode observar qualquer dissipador de micro, eles sempre são vazados (com frestas), nunca formas sólidas. Este formato é devido ao fato de que diversas aletas espaçadas, possuem melhor refrigeração do que um cubo sólido, principalmente quando estamos nos referindo a dissipadores ativos.

Isto se deve ao fato de que o ar frio passa por dentro de diversas aletas, criando pontos de refrigeração por todo o corpo do dissipador, o contrário de peças sólidas.

Em peças sólidas os pontos de refrigeração seriam somente as bordas do dissipador, pois seriam os únicos locais por onde o ar frio poderia passar.

Dissipador passivo - Chipset
Nesta foto podemos observar melhor o espaçamento das aletas, que permitem um melhor resfriamento do dissipador, e consequentemente do componente a ser refrigerado.

Leave a Reply