Fazer root no Android é seguro? Não! Entenda o porque…

Android - Root é seguro?

Fazer root em aparelhos Android é exigência para alguns aplicativos e mesmo para utilizar firmwares (Versões do Android como JellyBean, KitKat ou Lollipop) não oficiais. Isso fez com que a prática do root seja cada vez mais aplicada.

Um exemplo é que eu tenho um Samsung Galaxy Tab Pro 8.4 (SM-T320) que estão com o Android 4.4.2 (KitKat) e apesar do Android 5.0 (Lollipop) já ter sido liberado para alguns aparelhos em versão oficial, o meu tablet ainda não recebeu a atualização. Porém eu poderia fazer root no tablet para instalar uma versão não oficial Samsung do Android L (5.0 ou 5.1). Isso me permitiria utilizar um sistema mais atual no aparelho.

Outro exemplo é que as fabricantes como Samsung, LG e Motorola podem fazer alterações no firmware que podem deixá-lo pesado e versões do firmware como CyanogenMod podem ser mais leves (Mas também podem fazer com que algumas funções do celular não funcionem, incluindo funções como rádio FM, câmera e etc.

Samsung Galaxy Tab PRO 8.4 SM-T320

O que é o root?

No Linux (Você sabe que Android é uma distribuição de Linux?) o root é o usuário “todo poderoso”, ele manda em tudo, controla tudo, tem permissão pra tudo. Se outro usuário não faz, o root faz! Comparando com o Windows, o usuário root é o equivalente ao usuário administrador.

Permissões no Android (Sem root)

No Android, cada app possui uma pasta no sistema e ele possui permissões de acessar somente a pasta que pertence a ele. Então por padrão o app X não pode acessar a pasta do app Y. Existem também as permissões que você aceita quando instala um app da Play Store, como câmera, acesso a arquivos do cartão de memória, compras no aplicativo, informações da rede wireless e etc.

Permissões de app no Android - Play Store

As permissões em um aparelho “rootado” (Com root)


Os aparelhos que passaram pelo processo de root tem as permissões totalmente diferentes, pois ele está trabalhando em modo root. Isso significa que todas as permissões do sistema oficial foram retiradas, ou seja, o app X pode acessar não somente a pasta e arquivos dele, mas pode também acessar pastas e arquivos de todos os outros apps, não importa se o app é Y, A, D, T, ou qualquer outra letra do alfabeto.

Além de acessar pastas de outros aplicativos, ele pode acessar sua câmera, GPS, adaptador wireless e qualquer outro recurso disponível em seu aparelho sem solicitar nenhuma permissão ou sem exibir nenhuma informação na tela.

Dependendo do firmware que você utilizar, ele pode ter sido alterado para enviar logs de tudo o que você faz, incluindo senhas digitadas utilizando o teclado físico ou virtual do aparelho. Basicamente toda e qualquer informação (incluindo fotos que você tem preferência por nunca serem vistas) pode estar vulnerável e cair nas mãos de alguém mal intencionado.

Root por sua conta e risco

Vários tutoriais, sites, vídeos e etc informam que ao fazer root você tem total responsabilidade pelo que acontecer com seu aparelho, inclusive é um dos motivos para perda de garantia do aparelho, então se você for fazer root, você está totalmente por sua conta e risco.

Eu já fiz root com um aparelho, por questões de teste. Mas o cuidado era redobrado com o que era feito com o aparelho. Depois eu desfiz o root e voltei a rom original do mesmo.

Leave a Reply