Hardware: Porque HD’s (discos rígidos) são frágeis a impactos?

Você já ouviu por ai que um computador não pode sofrer impactos e “fortes balanços” enquanto ligado, pois pode danificar o HD? Se você nunca ouviu, vai ouvir. Eu mesmo já recebi uma ameaça quando no trabalho, bati na mesa, sendo que na outra ponta da mesa estava o notebook (pessoal) de um colega de equipe.

Mas, porque HD’s são frágeis a impactos? O um impacto pode fazer em um HD ligado?

HD (Disco rígido) - Partes internas

Partes internas e funcionamento de um HD

Um HD é formado por um ou mais discos rígidos e magnéticos (você já deve ter ouvido alguém se referir a um HD como “disco rígido), estes discos parecem um CD ou DVD, porém, CD’s e DVD’s são mídias ópticas e não magnéticas, estas diferenças se devem a métodos de gravação e durabilidade dos materiais.

Além dos discos rígidos, utilizados para armazenamento de dados, existem também dentro de um HD, diversas agulhas, utilizadas para leitura e gravação de dados nos discos magnéticos. Para facilitar o entendimento, imagine um toca-discos (caso você já tenha visto um), ele é formado por um disco de viníl, onde está gravada a música, e uma agulha, utilizada para a leitura do disco.

HD - Cabeça de leitura
Além de diferenças de tipos de discos e tipos de agulhas e cabeças de leitura, claro, uma principal diferença é que a cabeça de leitura de um HD não toca a superfície do disco magnético, ela apenas “flutua” sobre o disco, gravando e lendo dados. Ao contrário dos vinís, que precisam que sua superfície seja tocada pela agulha para que a música seja tocada.

HD (Disco rígido) - Braço e cabeça de leituraOutro ponto importante, é que HD’s possuem rotações diferenciadas e maiores que outros tipos de mídias. Estas rotações são medidas em RPM (rotações por minuto) e existem diversas velocidades comercialmente, como 5400, 7200, 10000 e 15000 RPM.

Vamos fazer uma conta básica para saber quantas rotações por segundo cada tipo de HD possui. Para isso absta dividir a quantidade de RPM pela quantidade de segundos que um minuto possui (obviamente, 60).

5400 / 60 = 90 rotações por segundo
7200 / 60 = 120 rotações por segundo
10000 / 60 = 166,66 rotações por segundo
15000 / 60 = 250 rotações por segundo

Procedimento de um impacto

Tendo em vista as informações acima, podemos agora falar sobre o que ocorre quando é gerado um impacto em um HD

Vamos supor que seu micro esteja ligado, com um HD de 7200 RPM (120 rotações em um único segundo), derrepente seu sobrinho de 5 anos passar perto do micro, bate no mesmo e ele vai parar no chão, ligado.

Com o HD girando a 120 rotações por segundo, as agulhas tocam a superfície dos discos magnéticos (os quais elas NUNCA deveriam tocar), o resultado são riscos na superfície dos discos, o que fará com que os dados ali contidos sejam perdidos e a superfície inutilizada. Este é o problema mais comum.

Podem também ocorrer casos em que as agulhas ou mesmo o eixo responsável por manter os discos girando no local correto se partam, soltando as peças dentro do HD.

Se isto ocorrer em um HD de 15000 RPM, o estrago será muito maior, pois os discos estarão girando a 250 rotações por segundo, mais que o dobro de um HD de 7200 RPM.

E no caso de notebooks?

Como notebooks estão mais propícios a leves impactos e balanços, devido a sua mobilidade, os mesmos utilizam discos mais lentos, os de 5400 RPM, citados anteriormente, que por lógica tem menos problemas referente a impactos, mas não significa que eles podem receber tais impactos e mesmo balanços.

Uma forma de fugir deste problema no caso de notebooks, ou mesmo computadore, foi o surgimento dos SSD’s, que são substitutos dos HD’s, que invéz de utilizarem discos, utilizam chips de memória Flash, assim como um pen-drive. O problema de tais mídias é que apesar de terem sido lançadas a mais de um ano, ainda é uma tecnologia nova, e nada popular, por isso possuem preços elevadíssimos se comparados a HD’S.

Enquanto encontramos nos dias de hoje HD’s de 2TB (TeraBytes) por valores a partir de R$ 300,00, um SSD de 128 GB é encontrado por no mínimo R$ 800,00. Tendo em vista que um HD de 2 TB armazena aproximadamente 15x a informação de um SSD de 128 GB, um SSSD tem um custo muito maior por cada GB (GigaByte).

Tome cuidado com seus dados, e não bata em uma mesa quando o notebook de um amigo estiver sobre ela.

Leave a Reply