Ti, elétrica e eletrônica diretamente ligados.

Roteador Cyclades PR1000 - X.25A TI (Tecnologia da Informação) está diretamente ligada a elétrica e a eletrônica, afinal um computador e outros equipamentos utilizados em TI são formados por diversos componentes eletrônicos, porém este detalhe nem sempre é lembrado por usuários, desenvolvedores e mesmo analistas de sistemas.

O fato da elétrica e a eletrônica estarem diretamente ligadas a TI não pode ser esquecido, principalmente quando se trabalha com suporte a parte de hardware (no meu caso faço suporte tanto para software como para hardware), não basta só saber instalar ou substituir um componente como uma placa-mãe, um hd, uma placa de vídeo ou mesmo uma fonte de energia, é recomendável saber pelo menos o básico do funcionamento elétrico e eletrônico dos equipamentos, pois tal conhecido pode ser necessário em uma situação emergencial.

Antes da informática…

Eu tinha uma grande curiosidade em saber como coisas eletrônicas como rádio e televisão funcionavam e nesta época eu estava longe de ter um computador (infelizmente em 1996 – 1997 PC’s não eram tão populares quanto hoje) e como nesta época eu não passava de uma criança curiosa, não podia trabalhar para comprar um.

Encurtando a parte que não interessa muito, com minha curiosidade com eletrônica, arrumei alguns livros (os quais eu não lia muito), algumas chaves, um multímetro e um ferro de solda, e com isso eu desmontava e testava alguns equipamentos eletrônicos (na realidade eu destruía tudo).

Alguns anos depois (2008 e 2009), fiz cursos de eletrônica geral e instalações elétricas no SENAI, os quais realmente me deram algum conhecimento que ia além de simples curiosidade.

A importância em exemplos

Roteador Cyclades PR 1000 (X.25)

Roteador Cyclades PR1000 - X.25Um roteador cyclades PR1000 é um tipo de roteador específico para ser utilizado junto a links X.25, os quais são responsáveis pela comunicação do serviço de pagamento (SiTef) que utiliza cartões como de crédito e débito, muito utilizados em grandes redes como Extra, Carrefour, Pão de Açúcar e etc.

Certa vez o roteador (cyclades PR1000) de uma loja simplesmente apagou. Já eram 9 horas da noite quando fiquei ciente do problema e fui para a loja em questão. Como minha mochila de ferramentas tinha ficado em outra loja, peguei dois alicates (bico e corte), um multímetro e fita isolante, pois como o equipamento não ligava, algo tinha queimado, ou o próprio equipamento ou a fonte do mesmo.

Ao chegar no local, tive que testar a fonte do PR1000 para saber se a mesma estava queimada, e para minha sorte ela realmente estava queimada (sorte porque se ela estivesse queimada, o problema seria no equipamento e eu não tinha outro PR1000 para substituir o mesmo).

Para solucionar o problema primeiro eu precisava identificar a tensão (voltagem) e os polos (positivo e negativo) do plug da fonte. A maioria das fontes possui um adesivo onde podemos encontrar a tensão e a posição dos polos no plug, então essa era a parte mais fácil, porém após identificar a tensão (5v) e a posição dos polos (Positivo na parte interna e negativo na parte externa), eu precisava de uma fonte de 5v.

Em uma loja a noite longe da central onde ficam os equipamentos de TI, a única fonte de 5v que encontrei foi uma fonte ATX (de pc), a qual possui saídas de 12v, 5v e 3.3v.

Agora eu já tinha a fonte, porém precisava identificar qual a cor do fio que gerava saída de 5v, e após cortar o plug da fonte queimada e colocá-lo na fonte atx, eu precisava ter certeza que os polos positivo e negativo estavam ligados corretamente, caso contrário o equipamento não ligaria e ainda correria o risco de queimar.

Após a parte da fonte pronta e tudo devidamente testado e isolado, bastou apenas ligar a fonte no roteador, verificar a comunicação do mesmo, e tudo ok.

Se não tivesse arrumado:
No dia seguinte, eu teria uma loja com 10 PDV’s, encaminhando clientes para uma máquina POS Cielo para que cada um pagasse sua conta, um de cada vez, o que geraria fila e muito transtorno para os clientes.

Roteador wireless Linksys WRT54G

Recentemente tive um problema com um roteador Linksys WRT54G (Um ótimo roteador G – 54mbps – com duas antenas), o problema era idêntico ao do caso acima, a fonte do equipamento estava queimada, porém ao invés de estar em uma situação de loja com pouco movimento a noite, com direito a backup do SiTef (POS Cielo), eu estava em uma loja em produção, que dependia do wireless (Wi-fi) e sem outro roteador ou access point wireless.

A solução neste caso foi a mesma do caso anterior, tive que pegar uma fonte ATX, identificar a tensão (voltagem) e a posição dos polos e ligar o roteador, a única diferença é que desta vez o roteador era de 12v e não de 5v.

Com a fonte devidamente alterada, tudo voltou a funcionar normalmente.

Se não tivesse arrumado:
Os pedidos dos clientes (a loja se tratava de uma padaria) demorariam mais do que o normal, pois os pedidos deveriam ser lançados a mão ao invés de utilizar o sistema de pedidos via palm da HP e a comunicação e produtividade dos funcionários seria prejudicada.

 TI dependendo de elétrica e eletrônica

Com os casos acima pude mostrar como ter um pouco de conhecimento de elétrica e eletrônica pode tanto fazer falta e parar serviços importantes, como ser uma vantagem e reduzir o tempo com serviços parados ou prejudicados.

É claro que as situações dos exemplos acima não podem ser deixadas de lado porque o problema foi temporariamente resolvido. Nos dois casos citados as fontes corretas devem ser providenciadas e substituírem as fontes utilizadas em situações temporárias.

Leave a Reply